Jogando no Rio de Janeiro, equipe bateu as comandadas de Bernardinho por 3 a 2 e avançou para enfrentar o Itambé/Minas nas semifinais

O Sesi Vôlei Bauru está na semifinal da Superliga Banco do Brasil 2020-2021. A equipe venceu o Sesc/Flamengo por 3 a 2 (25/27, 25/18, 25/22, 19/25 e 15/10), nesta sexta-feira à noite, no ginásio Hélio Maurício, na Gávea, no Rio de Janeiro, fechando em 2 a 1 a série melhor de três das quartas de final e eliminando as cariocas.

O Sesi Vôlei Bauru enfrentará nas semifinais o Itambé/Minas, que eliminou o Brasília Vôlei por 2 a 0, enquanto o Osasco/São Cristóvão Saúde terá pela frente na próxima fase o Dentil/Praia Clube, que eliminou o São Paulo/Barueri por 2 a 0 nas quartas.

Será a segunda vez em sua história que o Sesi Vôlei Bauru disputará as semifinais da Superliga – a primeira foi na temporada 2018-2019, quando enfrentou o Dentil/Praia Clube. No entanto, antes de unir-se ao Vôlei Bauru, a equipe feminina do Sesi-SP já havia participado das semifinais da principal competição do voleibol nacional nas temporadas 2012/2013, 2013/2014 e 2014/2015, além da final em 2013/2014.

As semifinais e finais da Superliga Banco do Brasil 2020-2021 serão realizadas em formato de bolha no Centro de Desenvolvimento do Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ). As semifinais serão nos dias 26, 28 e 30 de março, sendo o terceiro jogo em caso de empate na série melhor de três. Os vencedores seguem para disputar a decisão nos dias 2, 4 e 6 de abril, este último também se necessário.

O jogo 

O Sesi Vôlei Bauru iniciou o duelo contra o Sesc/Flamengo com a seguinte formação: Dani Lins, Tifanny, Dobriana, Adenizia, Mara, Polina e Brenda.

No equilibrado primeiro set, o Sesi Vôlei Bauru chegou a abrir frente de quatro pontos no 12/8, mas o Sesc/Flamengo reagiu e empatou no 13/13. O Sesi Vôlei Bauru volta a aumentar a vantagem, agora para três pontos no 18/15, e Bernardinho pede tempo. O Sesc/Flamengo reduz para um ponto no 19/18 e é a vez de Rubinho parar o jogo. O Sesc/Flamengo vira no 21/20 e Rubinho pede tempo novamente. Na reta final da parcial, o Sesc/Flamengo abre dois no 23/21, mas o Sesi Vôlei Bauru salva dois set points, empata no 24/24 e Bernardinho pede tempo. Juciely faz 25/24 e Polina empata em 25/25. Polina erra o saque e, no lance seguinte, o Sesc/Flamengo fecha em 27/25 após bloqueio sobre Adenizia.

No segundo set o Sesi Vôlei Bauru, com saque complicando a linha de passe carioca, começa em vantagem e abre seis pontos no 13/7. O Sesc/Flamengo reage e corta a desvantagem para dois pontos no 15/13, momento em que Rubinho para o jogo. O Sesi Vôlei Bauru volta a ampliar a diferença para quatro pontos no 21/17 e é a vez de Bernardinho pedir tempo. O Sesc/Flamengo sofre com erros de ataque e o Sesi Vôlei Bauru aumenta para 23/17, chega ao set point no 24/18 e fecha a parcial em 25/18.

O terceiro set começa com boa sequência no saque de Polina, que faz dois aces e o Sesi Vôlei Bauru chega ao 4/1, quando Bernardinho para o jogo. O Sesc/Flamengo empata em 4/4 e o duelo segue bastante equilibrado. Com 15/13 no placar em favor do Sesc/Flamengo, a ponteira Dobriana sente dores no joelho direito e deixa a quadra sendo substituída por Vanessa Janke. O Sesi Vôlei Bauru reage e passa à frente por dois pontos no 19/17, momento em que Bernardinho pede tempo. O Sesi Vôlei Bauru amplia para três pontos no 23/20, chega ao set point no 24/21 e fecha a parcial em 25/22.

No quarto set o Sesc/Flamengo abre 7/5 e Rubinho para o jogo. O Sesc/Flamengo amplia para três pontos e sustenta a vantagem até o 15/12, quando o Sesi Vôlei Bauru reduz para um ponto no 15/14, empata no 16/16 e vira para 18/17, fazendo Bernardinho pedir tempo. O Sesc/Flamengo passa à frente no 19/18 e Rubinho para novamente o duelo. O Sesc/Flamengo abre quatro pontos no 23/19 e fecha a parcial em 25/19, levando a decisão para o tie break.

O Sesi Vôlei Bauru começa bem o quinto set abrindo 4/1 e Bernardinho para o jogo. O Sesc/Flamengo reage, empatando no 5/5 e virando para 6/5. Com passe consistente, ataque eficiente e bloqueio decisivo, o Sesi Vôlei Bauru passa à frente e abre três pontos no 10/7, quando Bernardinho pede tempo novamente. O Sesi Vôlei Bauru se impõe e fecha a parcial em 15/10 e o jogo em 3 a 2, garantindo a vaga à semifinal para enfrentar o Itambé/Minas.

As maiores pontuadoras do Sesi Vôlei Bauru no confronto foram a oposta Polina, com 25 pontos e dona do Troféu Viva Vôlei como destaque da partida, a central Adenizia, com 16, a ponteira Tifanny, com 13, a central Mara, a ponteira Vanessa Janke e a ponteira Dobriana, com 7 cada.

Dobriana 

Após deixar a quadra no terceiro set, a ponteira Dobriana recebeu os primeiros atendimentos através do fisioterapeuta do Sesi Vôlei Bauru, Rogério Lourenço, e do médico do Sesc/Flamengo, Ney Pecegueiro do Amaral.

A suspeita inicial é de uma torção no joelho direito da atleta, mas uma avaliação mais precisa sobre o quadro da ponteira só será possível ser feito após a realização de exame de ressonância magnética.

Compartilhar: