Jogando em Saquarema, equipe perde no tie break para Itambé Minas e está fora da competição

 

O Sesi Vôlei Bauru cresceu na partida contra o Minas, mas perdeu por 3 sets a 2, com parciais de 25/17, 22/25, 25/17,17/25 e 8/15, no segundo duelo da semifinal da Superliga Banco do Brasil 2020-2021.

Com o resultado, a equipe bauruense perdeu a segunda partida da série melhor de três para o time mineiro, e está fora da final do campeonato. O time de Bauru já tinha perdido o primeiro duelo por 3 a 1, no dia 26 de março.

 

 

O jogo

 

O Sesi Vôlei Bauru iniciou a partida com a seguinte formação, a levantadora Dani Lins, as centrais Mara e Adenízia, as ponteiras Tifanny e Suelle, a oposta Polina e a líbero Brenda. A primeira parcial foi dominada pelo Sesi Vôlei Bauru, Polina marcou o primeiro ponto do jogo, abrindo cinco pontos de vantagem no 7/2, obrigando o Minas parar o jogo. Na volta à quadra, o time mineiro alcançou Bauru, no 10/10, e foi a vez do Rubinho parar o jogo. Sesi voltou agressivo, aproveitando o bom saque, e Nicola Negro parou o jogo novamente, no 16/11. Sesi permaneceu na frente, finalizando a parcial em 25/17.

O segundo set começou com o Minas marcando o primeiro ponto, mas Sesi Bauru passou no 4/3, com Dani Lins no saque. A parcial seguiu equilibrada até o 14/14. Rubinho parou quando o Minas passou com dois pontos de vantagem no 14/16 e no 15/19. Sesi chega nos 20/23 e foi a vez do Nicola Negro parar o jogo, e foi a parcial em 22/25.

O Sesi Vôlei Bauru começou o terceiro set na frente com cinco pontos de vantagem, no 8/3, e Negro parou o jogo. Mas Sesi segue forte na parcial, marcando sete pontos de vantagem, no 15/7, Negro parou o jogo. Sesi se manteve na frente, com nove pontos de vantagem, no 19/8. Bauru domina a parcial, Minas tenta recuperação no 22/15, Rubinho parou o jogo e fechou a parcial em 25/17.

O quarto set começou com Minas na frente, com cinco pontos de vantagem, e Rubinho parou o jogo, no 8/3. Com a falta de recuperação do Bauru, Rubinho voltou a parar, no 7/14. Cai para cinco pontos de vantagem do Minas, com reação do Sesi, no 12/17. A parcial fechou em 17/25.

O tie break começou com ponto do Minas, e a parcial seguiu equilibrada no 5/6. Quando Minas abriu cinco pontos de vantagem, Rubinho parou o jogo, no 6/11. A parcial fechou em 8/15, e o jogo em 3 a 2 para o Minas.

As maiores pontuadoras da partida foram, Tifanny com 24, Polina com 22, Adenízia com 14, Mara com 10 e Suelle com 7.

Para o treinador, a equipe teve um crescimento notável, mas não conseguiu finalizar a partida com a vitória. “O jogo foi muito disputado. A gente levou a equipe do Minas que teve a melhor campanha da competição, nos limites. Exigimos bastante delas. Não conseguimos fechar a partida, mas fizemos uma boa partida, isso é um ponto importante”, ressalta.

A boa campanha do Minas e a perda que o Sesi Vôlei Bauru sofreu com a lesão da ponteira Dobriana, foram pontos importantes para esse chegássemos nesse resultado. “Tivemos alguns problemas na reta final ao perder a Dobriana, que vinha sendo a titular desde quando chegou, e ela fez falta. O time conseguiu, de alguma forma, supriu essa falta, principalmente hoje, porque tivemos um jogo bastante forte, mas de qualquer forma, foi uma falta considerável. Perdemos por uma grande equipe. Um time que fez uma excelente campanha, uma campanha convincente, que fez por merecer ao longo da competição”, diz.

Rubinho ainda fala sobre o crescimento da equipe. “Tivemos muitos momentos de dominância na partida. Acho que esse é um ponto positivo da série. Crescemos bastante, conseguimos melhorar muito com relação a primeira partida. O próprio cinco set define isso, crescemos no fundamento, crescemos no passe, crescemos no ataque. Acredito que crescemos muito, mas foi uma série de dois jogos, se nós tivéssemos mais uma oportunidade, mas enfim, lutamos sistematicamente em todos os momentos pela partida”, conclui.

Compartilhar: