No encerramento da fase classificatória do Estadual, equipe tenta vencer o clássico para garantir liderança e vantagem de mando de jogos nas fases finais

 

O Sesi Vôlei Bauru tem uma verdadeira “final” pela frente nesta sexta-feira, 24, pela quinta e última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista 2021. A equipe faz o clássico contra o Osasco São Cristóvão Saúde, às 21h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco, de olho em garantir a liderança e a vantagem de mandos de jogos nas fases finais. O duelo será transmitido ao vivo pelo Sportv2.

Já classificados diretamente às semifinais, Sesi Vôlei Bauru e Osasco São Cristóvão Saúde têm campanhas quase rigorosamente idênticas no Estadual. Com 12 pontos na tabela de classificação, ambas estão invictas com quatro vitórias em quatro partidas, só perderam dois sets e têm o mesmo Set Average (divisão dos sets vencidos pelos perdidos), mas o Sesi Vôlei Bauru ocupa a primeira colocação por liderar nos demais critérios de desempate (Pontos Pró, Pontos Contra e Pontos Average).

O regulamento do Campeonato Paulista 2021 prevê que, ao término da fase classificatória, os dois primeiros colocados avancem direto às semifinais e aguardem a definição dos outros dois semifinalistas, que virão das quartas de final reunindo o 3º x 6º e o 4º x 5º em melhor de três partidas, sem golden set (com o segundo e terceiro jogos sendo realizados na casa do melhor classificado).

Assim como nas quartas, as semifinais também serão em séries de três partidas, sem golden set e com o time de melhor campanha podendo fazer o segundo e terceiro jogo em seus domínios. Os confrontos reunirão o 1º colocado da fase classificatória contra o vencedor das disputas entre o 4º x 5º e o 2º colocado terá pela frente o ganhador dos duelos entre o 3º x 6º.

Os vencedores das duas séries avançam à final, que igualmente serão em melhor de três jogos e sem golden set, com a equipe de melhor campanha tendo a vantagem de mandar a segunda e terceira partidas em casa.

Sendo assim, o vencedor do clássico desta sexta-feira garantirá não só a primeira colocação, mas também o direito de realizar em casa dois – dos possíveis três – jogos das semifinais e, caso se classifique, os de uma eventual final.

Reforços e jogo especial 

O Sesi Vôlei Bauru estará reforçado para o clássico contra o Osasco São Cristóvão Saúde. A líbero Nyeme e a central Mayany, que estavam servindo à seleção brasileira que se sagrou campeã do Sul-Americano, na Colômbia, retornaram aos treinamentos e estão à disposição do técnico Rubinho.

Rubinho é outro que também voltou à equipe, na última segunda-feira. Após um período de trabalho com a seleção francesa, ele fará diante do Osasco São Cristóvão Saúde seu primeiro confronto no comando presencial do time em quadra na temporada.

“É um jogo que sempre terá um diferencial, independentemente do momento em que ele é jogado, se é fase classificatória ou playoff. É sempre um jogo bastante especial para as duas equipes e que, por se tratar de um clássico, já leva a partida para um outro patamar”, considera o treinador.

Rubinho também enfatiza a importância da conquista da vantagem dos mandos de jogos para as fases finais. “É algo muito significativo, principalmente pelo fato dos playoffs serem jogados em séries melhor de três partidas”, frisa.

Por fim, o técnico sustenta que a equipe precisará ser equilibrada para conseguir lutar pela vitória. “Precisaremos que o time seja equilibrado e não dependa de um ou outro fundamento ou situação. Precisaremos ser fortes tanto no ataque como na saída de recepção e na parte defensiva, nas transições, para construirmos o resultado a partir disso. Temos de ser eficientes, apresentar baixa margem de erros e termos um saque regular, fatos que costumam ser decisivos em confrontos desse nível e são pontos importantes para se construir uma vitória”, conclui.

Compartilhar: